Como amarrar a faixa:

Ordem das faixas coloridas (Tchedjan (제잔ou 제자))até o 2º grau de preta (Kyosanim (교사님) ):

Ordem das faixas pretas:

Diretivas para denominação dos faixas pretas da Semokwan (resumo):

Tabela de faixas pretas

Graduação

Quando não Leciona

1º Dan

Jokyonim

2º Dan

Kyosanim

3º Dan

Kyobumnim

4º Dan

Sabumnim

5º Dan

Bumsánim

6º Dan

Chongsanim

7º Dan

Dobumnim

8º Dan

Dokannim

9º Dan

Dosunnim

10º Dan

Dosanim

1º ao 3º Dan - Professores

Graduação

Leciona

Leciona e formou faixa preta que também ministra aulas e o superior hierárquico tem graduação igual ou superior ao 4º Dan

1º Dan

Jokyo sabomnim

Jokyo sabomnim (Não pode ser “Chong Sabomnim”)

2º Dan

Kyosa sabomnim

Chong Sabomnim

3º Dan

Kyobum sabomnim

Chong Sabomnim

4º e acima - Mestres

Graduação

Leciona

Leciona e formou faixa preta que não dá aulas

Leciona e formou faixa preta que também ministra aulas

4º Dan

Sabomnim

Continua sendo “Sabomnim”

Kwanjangnim

PORTARIA SEMOKWAN

 

Confederação Brasileira de hapkido.jpgCONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HAPKIDO – HANKIDO – HANGUMDO – TUKKONG – SEMOKWAN
CNPJ: 07. 688.045/0001-40
Entidade de Administração Federal conforme a Lei 9615/98

 

Jales, 29 de maio de 2009.

 

SOBRE AS GRADUÇÕES INICIANTES (GUB – 급)

 

      1. Para efeitos de padronização do sistema de faixas coloridas dentro das entidades filiadas à Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan, será adotada a seguinte hierarquia de faixas:
    1. As faixas coloridas serão denominadas gubs, terá ordem numérica decrescente, sendo o 9º gub a menor graduação e o 1º gub a maior graduação entre as faixas coloridas;
       

       

      1. Das cores das faixas denominadas coloridas (gub –급):
       

       

      • 9º gub: será representado por uma faixa inteiramente branca;

      • 8º gub: será representado por uma faixa inteiramente amarela;

      • 7º gub: será representado por uma faixa amarela que terá em de suas extremidades, cerda de 10 (dez) centímetros do final, duas fitas horizontais com um centímetro de espessura na cor azul e separadas entre si por um espaço aproximando  de 3 (três) centímetros.

      • 6º gub: será representado por uma faixa inteiramente azul;

      • 5º gub: será representado por uma faixa azul que terá em de suas extremidades, cerda de 10 (dez) centímetros do final, duas fitas horizontais com um centímetro de espessura na cor vermelha e separadas entre si por um espaço aproximando de 3 (três) centímetros.

      • 4º gub: será representado por uma faixa azul a qual será cortada em toda sua extensão por fita acetinada de cor vermelha com largura de aproximadamente 3 (três centímetros de largura). Opcionalmente poderá ser representada por uma faixa metade azul, metade vermelha;

      • 3º gub: será representado por uma faixa inteiramente vermelha;

      • 2º gub: será representado por uma faixa vermelha que terá em de suas extremidades, cerda de 10 (dez) centímetros do final, duas fitas horizontais com um centímetro de espessura na cor preta e separadas entre si por um espaço aproximando de 3 (três) centímetros.

      • 1º gub: será representado por uma faixa vermelha a qual será cortada em toda sua extensão por fita acetinada de cor preta com largura de aproximadamente 1,5cm (um centímetros e meio de largura). Opcionalmente poderá ser representada por uma faixa metade vermelha, metade preta;
      •  

      1. Tempo de permanência em cada GUB:

Por padrão fica convencionado a permanência mínima de 3 (três) meses em cada GUB, sendo a troca do mesmo feita mediante avaliação pública (perante todos os membros da associação onde o pretendente pratica o hapkido), tendo aproveitamento mínimo de 60% (sessenta por cento), realizado pelo sabomnim responsável pelo aluno ou seu superior hierárquico imediato, ou ainda, excepcionalmente por avalidador convidado que esteja devidamente licenciado e registrado junto à Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan.

 

SOBRE AS GRADUÇÕES AVANÇADAS (DAN –단)

 

      1. Para efeitos de padronização do sistema de faixas pretas dentro das entidades filiadas à Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan, será adotada a hierarquia de faixas sul-coreana:
    1. As faixas pretas são denominadas dans, tem ordem numérica crescente, sendo o 1º dan a menor graduação e o 10º dan a maior graduação entre as faixas pretas, havendo ainda nomenclaturas específicas de faixas e titularidade;

       

      1. Das faixas pretas e suas nomenclaturas funcionais (DAN –단):

       

      • 1º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Jokyo (조교)

      Tempo mínimo de treino para pleitear o 1º Dan: 01 (um) ano;

      • 2º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Kyosá (교사)

      Tempo mínimo de treino para pleitear o 2º Dan: + 02 (dois) anos;

      • 3º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Kyobum (교범)

      Tempo mínimo de treino para pleitear o 3º Dan: + 03 (três) anos;

      • 4º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Sabum (사범)

      Tempo mínimo de treino para pleitear o 4º Dan: + 04 (quatro) anos;

      • 5º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Bumsá (범사)

      Tempo mínimo de treino para pleitear o 5º Dan: + 05 (cinco) anos e possuir idade igual ou superior a 28 (vinte e oito) anos;

      • 6º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Chongsa (정사)

      • 7º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Dobum (도범)

      • 8º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Dokan (도간)

      • 9º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Dosun (도슨)

      • 10º Dan: nomenclatura funcional instituída pela Semokwan = Dosá (도사)

Além do tempo mínimo regulamentar necessário para troca de graduação de Dan, ainda deverão ser respeitados os prazos decididos como necessários para troca de Dan pelos superiores hierárquicos diretos do candidato, não sendo possível ao candidato, prestar exame de graduação de DAN sem previamente dar entrada junto a Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan, com toda documentação necessária para seu devido registro.         

      1. Das faixas pretas e sua Titularidade:

         

        1. Receberá o título de “Sabomnim (사범님)” todo faixa preta devidamente registrado e autorizado pela Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan, os quais estiverem em pleno exercício da atividade de professor em dojang próprio ou com equipe própria em dojang de terceiro cujo donjang ou equipe estejam devidamente registrados junta à sua entidade estadual e à Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan;
          O título de sabomnim será concedido pela Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong - Semokwan, após a indicação de um Tchong Sabomnim, Kwandjangnim ou ainda pelo próprio Tchong Kwanjangnim da Semokwan.

        2. Receberá o título de “Chong Sabomnim (정사범님)” o faixa preta (2º ou 3º Dan) devidamente registrado e autorizado pela Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan, os quais estiverem em pleno exercício da atividade de professor em dojang próprio, cujo donjang esteja devidamente registrados junta à sua entidade estadual e à Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan, e que tenha formado faixa pretas que estejam exercendo a função de professor (Sabomnim (사범님)), descrita no item anterior. Obs.: o faixa preta que se encaixar nesta regra, mas, cujo superior tenha graduação inferior ao 4º Dan, será chamado apenas de “Sabomnim (사범님)”;
          O título de Tchong Sabomnim será concedido pela Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong - Semokwan, após a indicação de um Kwandjangnim ou ainda pelo próprio Tchong Kwanjangnim da Semokwan.

        3. Receberá o título de “Kwanjangnim” todo faixa preta (com graduação mínima de 4º Dan) devidamente registrado e autorizado pela Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan, os quais estiverem em pleno exercício da atividade de professor em dojang próprio, cujo donjang esteja devidamente registrados junta à sua entidade estadual e à Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan, e que tenha formado faixa pretas que estejam exercendo a função de professor (Sabomnim ou Chong Sabomnim), descritas nos dois itens anteriores;
          O título de Kwanjangnim será concedido pela Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong - Semokwan somente após a indicação do próprio Tchong Kwanjangnim da Semokwan.

        4. Aos faixas pretas devidamente registrados e autorizados pela Confederação Brasileira de Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong – Semokwan a lecionar, mas que não estejam exercendo a atividade de professor, será dada a titularidade funcional equivalente à sua graduação de DAN seguido do sufixo honorífico “Nim”. Exemplo: o faixa preta 2º Dan que não estiver lecionando será denominado apenas por “KYOSANIM”, ou seja, a nomenclatura de sua faixa mais o titulo de respeito que lhe é devido.

       

      1. Esclarecimentos importantes:

         

        1. Existe um grande problema cultural no povo brasileiro de tentar “traduzir” palavras estrangeiras para correspondentes na nossa própria língua, o que eventualmente não se torna possível ou viável, porém, para que se possa ajudar no entendimento de algumas palavras utilizado no hapkido para titularidade trazemos abaixo algumas palavras e sua correspondência aproximada em nossa língua natal:

        2. O Sufixo “Nim (님)” deverá ser utilizado sempre que quizermos expressar respeito a alguém que possua alguma posição social ou titular, como no caso das artes marciais os professores e mestres;

        3. Palavras como jokyo, kyosa, kyobum e sabom, servem para descrever a mesma atividade profissional, ou seja, aquele ensina (professor), porém, os três primeiros (jokyo, kyosa e kyobum) seriam graus inferiores ou tutelados ou ainda denominações hierárquicas de instrutores militares auxiliares (similar ao que seria o sargento), e o último (sabom) denomina aquele que foi autorizado por entidade competente a lecionar sem estar tutelado, daí surge a confusão das questões de dans: Na Coréia do Sul, faixas pretas com graduação inferior a 4º Dan não são autorizados de forma alguma a lecionar em dojangs próprios, podendo apenas auxiliar, de maneira esporádica seus professores, e, faixas pretas com graduação igual ou superior ao 4º Dan poderão lecionar somente após freqüentar curso preparatório ministrado pelo governo nacional, passar em exame de avaliação (algo similar ao exame da OAB) e tendo que ter reconhecido obrigatoriamente por alguma entidade federativa da arte a que pretenda lecionar, pratica esta que é inviável, ao menos num primeiro momento, no nosso país. É sabido que faixas pretas, não só no hapkido mas também em outras artes marciais, exercem, desde o 1º Dan a função de professor, o que consideramos justo devido o maior tempo de interstício praticado nas faixas coloridas aqui no Brasil. Portanto, se estão autorizados pela entidade responsável a ensinar,  são chamados de professor ou em coreano “SABOM(nim)”. Como foi explicado antes, na Coréia, só podem lecionar faixas pretas com graduação igual ou superior a 4º Dan (coincidentemente nomenclaturada como sabom), porém, qualquer professor autorizado a lecionar também será chamado de Sabom(nim), mesmo que tenha 5º, 6º ou 10º Dan.

        4. O prefixo “Chong (정)"não possui uma tradução específica em nossa língua, mas pode-se dizer que expressa a idéia de superioridade política, ou governamental, tenta exprimir que aquela pessoa exerce poder ou influência sobre outras que exercem funções semelhantes à sua. Seria como por exemplo, no contexto, militar um capitão mais antigo no cargo entre outros capitães, que apesar de exercer função semelhante adquire status superior em função da sua experiência e tempo de serviços prestados;

        5. O termo “Kwandjang (관장)” não denomina titulo de instrução mas sim de administração, kwanjang é aquele que administra, que dirige uma entidade ou grupo de entidades. Em termos marciais seria aquele que governa um grupo de Chong Sabomnins, que tem relação hierárquica direta sobre eles, seria algo como um Major nos meios militares ou no entendimento marcial brasileiro ao um  “mestre”.

        6. O termo “Chong kwanjang (정관장)” não denomina titulo de instrução mas sim de administração superior, Chong kwanjang é aquele que administra entidades nacionais de forma direta sendo o canal de ligação às instâncias superiores internacionais com as subordinadas nacionais. Em termos marciais seria aquele que governa um grupo de Kwanjangnins, que tem relação hierárquica direta sobre eles, ou seja, seria algo como um general nos meios militares ou no entendimento marcial brasileiro o “Grão Mestre”.

        7. O termo “Huijang (회장)” tem tradução equivalente a palavra presidente em nossa língua, exercendo exatamente as mesmas funções, independente de graduação que possua, sendo apenas relacionado a função que exerce dentro da entidade particular em que recebe este título.

        8. A confusão entre as palavras hakseng (학생) e tchedjan (제잔ou  제자): a primeira palavra (hakseng) pode ser traduzida como aluno ou estudante, e é utilizada para denominar aquele frequenta uma escola, portanto, um estudante comum, já a segunda (tchedjan) pode ser traduzida como discípulo ou aprendiz, e é utilizado para denominar aqueles que freqüentam academias de ginástica e artes marciais.

 

 

Chong Kwanjangnim Sérgio Fernandes

Presidente da Confederação Brasileira de

Hapkido-Hankido-Hangumdo-Tukkong - Semokwan